Neste blog

1 de nov de 2012

Roubaram os meus sonhos.
Toda a clareza de felicidade.
Nem adianta fechar os olhos:
Não o verei, nem sentirei!

Roubaram todos os meus suspiros.
Minha total imensidão.
Tentativa vã pelo seu aroma:
Teu perfume não mais me pertence!

Roubaram-me a mim mesma.
Me deixei partir, te deixei ficar.
Inúteis, a clareza e a imensidão:
Quando o mais difícil é amar!


- Regina Célia Costa