Neste blog

16 de set de 2013

Paciência

E, quando o tempo pára no meio do caminho,
Quando não há a menor possibilidade de continuar o pensamento?
A sensação é de vida congelada, interrompida, dividida e picada!
Sem rumo, sem nada, sem tudo...
Mas o tempo não é uma constante,
O caminho não é o único.
A possibilidade não é eterna,
O pensamento não é uno.
A vida pode-se esquentar, continuar, multiplicar e juntar!
Os rumos surgem,
Os nadas se esvaziam e
Os tudos se transbordam!

Precisamos apenas de paciência!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça seu comentário aqui.